fbpx

Caio Pompeia

é antropólogo, pesquisador do Programa de Pós-Doutorado em Antropologia Social da Universidade de São Paulo (USP). Realizou o doutorado na Unicamp, com período como pesquisador visitante na Universidade de Harvard, e concluiu tanto o mestrado quanto a graduação na USP. Publicou, dentre outros artigos, “O agronegócio como fenômeno político no Brasil”, na Revista Brasileira de Ciências Sociais. Realiza pareceres para a American Anthropologist, a Revista de Economia e Sociologia Rural e a Horizontes Antropológicos. Pesquisa temas como agronegócio, sistemas agroalimentares, etnografia, segurança alimentar e nutricional, direitos territoriais indígenas, agrobiodiversidade, meio ambiente, Estado, políticas públicas, agricultura familiar, extensão rural e política alimentar. Participou do projeto “Populações tradicionais e biodiversidade: as contribuições de povos indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais à biodiversidade e políticas públicas que os afetam” (USP/UFPA), e é membro do Grupo de Estudos sobre Mudanças Sociais, Agronegócio e Políticas Públicas (CPDA/UFRRJ). Publicou pela Elefante em 2020 Formação política do agronegócio.

É autor(a) em:

 

Postagens relacionadas:

O agronegócio para além das narrativas

Por Tatiana Carlotti Publicado na Carta Maior   Em meio ao constrangimento internacional deste Brasil que mata e desmata impunemente, as […]

Ler mais

Veias abertas do agro

Por Breno Castro Alves @trocavales Newsletter da Elefante   Não faz muito tempo e lá estava Lima Duarte brilhando nos intervalos […]

Ler mais

As cinco faces ambientais do agronegócio

Por Caio Pompeia Publicado na Folha de S.Paulo    Reportagem publicada nesta Folha (“Fundo escandinavo exclui Cargill, Bunge e ADM por desmatamento no […]

Ler mais