fbpx

Glicéria Jesus da Silva

uma das lideranças da aldeia Serra do Padeiro (Terra Indígena Tupinambá de Olivença), é professora no Colégio Estadual Indígena Tupinambá Serra do Padeiro (CEITSP) e cursa Licenciatura Intercultural Indígena junto ao Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA). Com Cristiane Julião, do povo Pankararu, dirigiu o documentário Voz das Mulheres Indígenas (2015), premiado pelo público do Festival Cine Kurumin em 2017. Por sua atuação na luta pela terra, em 2010, foi encarcerada, junto a seu bebê de colo, o que suscitou veementes críticas de entidades do Brasil e do exterior. Em 2019, pronunciou-se na 40ª Sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, em Genebra, denunciando as violações de direitos contra povos indígenas pelo Estado brasileiro. Publicou Os donos da terra pela Elefante em 2020.

É autor(a) em:

 

Postagens relacionadas:

Nascidos e criados da terra

Por Julie Dorrico Publicado em Quatro Cinco Um   “Muitas aldeias vão se levantar ainda. Muitos povos vão se erguer.” […]

Ler mais

Pertencer à terra, não o contrário

Por Breno Castro Alves Newsletter da Elefante   A história se passa entre Olivença e as serras no sul da […]

Ler mais