fbpx

Lançamento de Devir quilomba“, com Mariléa de Almeida, Laura Maria dos Santos, Marilda de Souza Francisco e José Maurício Arruti

Em 24 de abril de 2022, lançamos Devir quilomba: antirracismo, afeto e política nas práticas de mulheres quilombolas em conversa emocionante entre a autora Mariléa de Almeida, a educadora Laura Maria dos Santos, do Quilombo Campinho da Independência (RJ), Marilda de Souza Francisco, liderança do Quilombo Santa Rita do Bracuí (RJ), e José Maurício Arruti, […]

Ler mais

Por uma ética da responsabilidade e autodeterminação, ou como podemos ser da hora

Por Túlio Custódio Prefácio à edição de brasileira de A gente é da hora Imagem: série “Pardo é Papel”, de Maxwell Alexandre   O que você tem em mãos é a tradução do livro de bell hooks sobre masculinidades negras. Não é o único. Em 2004, ano em que lançou We Real Cool, título original […]

Ler mais

Nunca um sentimento, sempre uma ação: o amor revolucionário em bell hooks

Por Vinícius da Silva Publicado no Ruído Manifesto NOTA DA EDIÇÃO: O texto a seguir é um excerto do primeiro capítulo, “Políticas do amor e sociedades do amanhã”, do livro Fragmentos do Porvir de Vinícius da Silva, a ser lançado ainda em 2022 pela Editora Ape’Ku.   Políticas de conversão e ética do amor Tendo em vista o […]

Ler mais

Lançamento de Zami, de Audre Lorde, com Lubi Prates, Floresta e Cidinha da Silva

Em 23 de março, tivemos o lançamento virtual de Zami: uma nova grafia do meu nome. Uma biomitografia, uma conversa entre a Lubi Prates, poeta e tradutora do livro, Floresta, que assina o prefácio, e a escritora Cidinha da Silva. Nós precisamos de Zami, das memórias que compõem este livro, pois são memórias e histórias […]

Ler mais

A indispensável provocação da não monogamia

Por Marília Moschkovich Publicado no Outras Palavras   Era o começo do inverno em Berlim e eu carregava quase dez quilos de carne no ventre. Meu companheiro, pai da minha filha, tinha saído para encontrar uma namorada, e eu esperava uma pessoa querida me trazer o pacote. Ela havia me dito, semanas antes, que estaria […]

Ler mais

Farol do desassossego, por Lázaro Ramos

Apresentação de A gente é da hora Por Lázaro Ramos   A primeira vez que li um livro de bell hooks, ainda adolescente, em cada página eu sentia transpirar informação, transgressão e paixão. Esse primeiro contato, naquele momento em que eu tentava compreender quem eu era e como me encaixar no mundo, foi determinante para […]

Ler mais

87º título da Elefante: O desafio poliamoroso, de Brigitte Vasallo

Havia uma legião esperando pela edição brasileira de O desafio poliamoroso: por uma nova política dos afetos. Enquanto a tradução não saía, soubemos que arquivos da versão espanhola rodavam de tela em tela conforme mais e mais pessoas se cansavam dos imperativos monogâmicos e buscavam referências para tentar viver outros modos de se relacionar. Muitas […]

Ler mais

Quais os desafios da não monogamia?

Por Estefanía Santoro Publicado no Página 12   A monogamia, o casal fechado, a figura da cara-metade que encontra a parte que falta… isso é isca da felicidade, do “amor verdadeiro”, da estabilidade. Cupido, São Valentim e cadeados nas pontes para selar juramentos como se fossem cintos de castidade. Essa é a educação e o […]

Ler mais

Sobre homens negros: não acredite no hype

[Trechos do prefácio de A gente é da hora, de bell hooks]   Quando as mulheres se reúnem e falam sobre homens, as notícias são quase sempre más. Se a conversa se torna específica e o foco recai sobre homens negros, as notícias são ainda piores. Apesar de todos os avanços nos direitos civis, no […]

Ler mais

86º título da Elefante: Devir quilomba, de Mariléa de Almeida

Foi uma alegria receber da gráfica Devir quilomba: antirracismo, afeto e política nas práticas de mulheres quilombolas. O livro de estreia de Mariléa de Almeida é o 86º título da Elefante — e tem uma das capas mais lindas do nosso catálogo, fruto das ilustrações de Aline Bispo, do design de Túlio Cerquize e da […]

Ler mais