fbpx

Farol do desassossego, por Lázaro Ramos

Apresentação de A gente é da hora Por Lázaro Ramos   A primeira vez que li um livro de bell hooks, ainda adolescente, em cada página eu sentia transpirar informação, transgressão e paixão. Esse primeiro contato, naquele momento em que eu tentava compreender quem eu era e como me encaixar no mundo, foi determinante para […]

Ler mais

87º título da Elefante: O desafio poliamoroso, de Brigitte Vasallo

Havia uma legião esperando pela edição brasileira de O desafio poliamoroso: por uma nova política dos afetos. Enquanto a tradução não saía, soubemos que arquivos da versão espanhola rodavam de tela em tela conforme mais e mais pessoas se cansavam dos imperativos monogâmicos e buscavam referências para tentar viver outros modos de se relacionar. Muitas […]

Ler mais

Quais os desafios da não monogamia?

Por Estefanía Santoro Publicado no Página 12   A monogamia, o casal fechado, a figura da cara-metade que encontra a parte que falta… isso é isca da felicidade, do “amor verdadeiro”, da estabilidade. Cupido, São Valentim e cadeados nas pontes para selar juramentos como se fossem cintos de castidade. Essa é a educação e o […]

Ler mais

Sobre homens negros: não acredite no hype

[Trechos do prefácio de A gente é da hora, de bell hooks]   Quando as mulheres se reúnem e falam sobre homens, as notícias são quase sempre más. Se a conversa se torna específica e o foco recai sobre homens negros, as notícias são ainda piores. Apesar de todos os avanços nos direitos civis, no […]

Ler mais

86º título da Elefante: Devir quilomba, de Mariléa de Almeida

Foi uma alegria receber da gráfica Devir quilomba: antirracismo, afeto e política nas práticas de mulheres quilombolas. O livro de estreia de Mariléa de Almeida é o 86º título da Elefante — e tem uma das capas mais lindas do nosso catálogo, fruto das ilustrações de Aline Bispo, do design de Túlio Cerquize e da […]

Ler mais

Belén López Peiró, a cronista do silêncio no abuso sexual

Por Braulio García Jaén Publicado no El País   Belén López Peiró era uma garota alegre e divertida de Buenos Aires, onde nasceu em 1992. Os verões em uma cidade do interior argentino, na casa de seu tio, a transformaram em uma adolescente mal-humorada e triste. O abuso, que explica tantas vidas e tão raramente […]

Ler mais

‘A monogamia não é uma escolha, mas um sistema opressor’

Por Ana Requena Aguilar Publicado no El Diario   O desafio poliamoroso , da escritora, ativista LGBT e feminista catalã Brigitte Vasallo, é um misto de reflexão, crítica e proposta para desmantelar “a pirâmide da monogamia” que tem experimentado grande sucesso editorial na Espanha, onde foi publicado originalmente. Nos eventos de que participa, Vasallo critica […]

Ler mais

Indicações de leitura para o #8M

Aqui na Elefante, “feminismo” não é apenas uma área de nosso catálogo, mas um compromisso editorial e uma perspectiva a partir da qual analisamos e procuramos entender e nos posicionar no mundo. Neste 8 de março, queremos enfatizar a luta das mulheres contra o fascismo: uma das bandeiras prioritárias levantadas pelo movimento feminista brasileiro em […]

Ler mais

A poeta que encontrou caminho próprio

Por Rosemary Daniell Publicado no New York Times   Carriacou é, ao mesmo tempo, uma ilha das Índias Ocidentais e também a ilha da imaginação de Audre Lorde; Zami é ”um nome Carriacou para mulheres que trabalham juntas como amigas e companheiras”. E mesmo que a afirmação de que, “em Zami, Audre Lorde cria uma […]

Ler mais

85º título da Elefante: Sou eu e não mais sou, de Karen Menatti

Sou eu e não mais sou é uma síntese poética sobre a travessia da autora pela experiência do câncer, não apenas na esfera pessoal, mas social e política. Um livro tão duro quanto belo, tão sensível quanto potente, tão individual quanto coletivo. Sua publicação pela Elefante começou em 2013 (antes de qualquer notícia sobre a doença, […]

Ler mais