fbpx

Em 5 de maio de 2021, a Elefante completou 10 anos de existência. E mesmo em meio a uma pandemia violenta, um governo genocida, uma agenda de publicações excitante e exaustiva (vem aí!), conseguimos bolar uma pequena grande forma de comemoração à distância, como é possível nesse momento, para marcar a data tão importante.

Continuamos o nosso ciclo de conversas com os autores e autoras que construíram a Elefante com a gente nesses 10 anos de editora. Em 6 de maio de 2021, Marilea de Almeida, prefaciadora de Erguer a voz, de bell hooks, e autora de Devir quilomba, que será publicado ainda em 2021 pela Elefante, e Gabriel Rocha Gaspar, co-organizador de De bala em prosa: vozes da resistência ao genocídio negro, falam sobre racismo estrutural e violência de Estado, alternativas antirracistas, o boom de publicação de autores e autoras negras no Brasil, entre outros assuntos.

 

 

 

Não perca a programação completa em nossas redes sociais – no Instagram, Facebook e Twitter –, e também na Newsletter da Elefante e no canal de transmissão do Telegram. Todas as lives ficam gravadas no canal de Youtube da Elefante e acontecem sempre às quintas-feiras, às 19h30, com tradução em português e interpretação em Libras.

A produção do evento é de Milene Migliano, com a direção de Tadeu Breda e apoio técnico de Thiago Barbosa, Bianca Oliveira, Lika Yoshida e Isadora Attab.

Também pode te interessar